Ar-condicionado automotivo: 9 dicas para mantê-lo adequado para uso!

Solda ponto: saiba o que ela é e sua importância na recuperação de um veículo!
Solda ponto: saiba o que ela é e sua importância na recuperação de um veículo!
20 de janeiro de 2020
9 dicas valiosas para você economizar combustível!
9 dicas valiosas para você economizar combustível!
11 de fevereiro de 2020

O ar-condicionado automotivo, antes tratado como um diferencial, atualmente é considerado um item indispensável para a grande maioria dos motoristas.

Manter a preservação e a manutenção correta desse equipamento é de suma importância, não só para garantir o seu melhor padrão de funcionamento, mas também por conta da saúde dos passageiros.

Lembre-se que, além de refrigerar o interior do veículo, o ar-condicionado também é responsável pela qualidade do ar respirado dentro dele, portanto é fundamental se manter atento aos seus principais cuidados!

Descubra, a seguir, as nove principais dicas para manter o seu ar-condicionado automotivo sempre em perfeito estado! Continue a leitura!

Quais os principais cuidados que devem ser adotados em relação ao ar-condicionado automotivo?

Confira os principais cuidados que o ar-condicionado automotivo precisa receber para que esteja sempre em pleno funcionamento e com o máximo padrão possível de segurança aos passageiros:

1 Limpe ou troque o filtro periodicamente

O filtro do ar é responsável por reter todas as impurezas presentes no exterior do veículo, fazendo com que o ar respirado dentro dele seja mais puro.

Sua função também inclui a proteção das peças e do próprio motor do carro, já que impede a chegada dos mais diversos tipos de sujeiras e poeiras aos componentes.

O prazo para a troca do filtro varia de acordo com o modelo e as condições de uso de cada automóvel, mas é imprescindível que sejam feitas limpezas e eventuais verificações a cada seis meses.

Sem esse cuidado, a qualidade do ar é comprometida com a proliferação de bactérias e fungos, que afetam a saúde dos passageiros. Além disso, com dificuldade de circulação, o sistema pode ser sobrecarregado e ter queda no rendimento.

2 Recarregue o gás conforme indica o fabricante

O sistema de ar-condicionado automotivo é resfriado por meio de um gás específico, que pode acabar escapando aos poucos ao longo dos anos de uso.

Para que esses vazamentos não comprometam o funcionamento do equipamento, é necessário que o gás seja recarregado, geralmente a cada dois ou três anos.

3 Não fique muito tempo sem utilizar o ar-condicionado

Quando o ar-condicionado automotivo não é utilizado com frequência, a umidade produzida por ele pode ficar acumulada em seu interior.

Isso favorece o aparecimento de bactérias, fungos, além do acúmulo de poeira, que podem prejudicar a saúde dos passageiros e ainda provocar odores desagradáveis quando o ar for ligado novamente.

Além disso, peças como o compressor, mangueiras e pistão precisam de lubrificação. Por isso, quando paradas, podem sofrer danos.

De acordo com matéria do site Autopapo, é preciso que o ar seja ligado, no mínimo, de duas a três vezes por mês por pelo menos três minutos.

4 Não fume com o ar ligado

Muitos fumantes mantêm o hábito de fumar dentro do carro, mas ele deve ser evitado ao máximo, principalmente com o ar-condicionado ligado.

Além do cheiro impregnar-se no estofado, a fumaça ainda pode circular pelo sistema de refrigeração, fazendo com que ele retenha o cheiro e as toxinas presentes nela.

5 Ligue o ar apenas quando o carro já estiver ligado

Quando o ar-condicionado automotivo é ligado antes do próprio veículo, é necessária uma maior carga elétrica para que o carro consiga dar partida.

Isso compromete diretamente a vida-útil da bateria e ainda pode causar danos para os componentes elétricos.

Com isso em mente, ligue o ar apenas quando o carro já estiver ligado.

6 Não ligue o ar-condicionado quando a rotação estiver muito alta

Quando o veículo estiver andando em alta velocidade, é necessário diminuir a rotação do motor para ligar o ar-condicionado, já que rotações muito altas podem danificar o compressor no momento em que ele é acionado.

Segundo orientações do blog HPoint, o ideal é que o ar não seja ligado quando o carro apresenta rotação maior que 3.000 rpm.

7 Não ligue o ar imediatamente quando o carro estiver sob muito calor

Quando o carro está sob o sol em dias muito quentes, o ar quente é acumulado no seu interior. Quando o ar é ligado nessas situações, todo esse ar quente entra em choque com o sistema de refrigeração, demandando muito de sua eficiência.

A dica nessas situações é primeiro abrir as portas e, após o embarque, manter os vidros abertos durante algum tempo de circulação para que o ar seja renovado. 

É importante que a função de recirculação não seja ligada nesses casos, para que todo o ar quente seja expulso e o resfriamento não seja lento.

8 Utilize a recirculação só quando for necessário

O site Notícias Automotivas aponta que quando o sistema de recirculação fica o tempo todo ligado, o ar dentro do veículo pode acabar ficando viciado, tornando raro o oxigênio.

Por conta disso, é interessante utilizar o sistema só quando for realmente necessário, seja durante a circulação em locais com mau cheiro ou atrás de veículos que emitem muita fumaça.

9 Fique atento contra vazamentos ou ruídos estranhos

O ar-condicionado automotivo conta com um tubo para a drenagem da umidade do ar, que geralmente expele água por baixo do veículo.

Quando o condutor nota que o carro está produzindo poças de água muito frequentemente, é necessária uma revisão técnica, pois isso pode sinalizar algum vazamento.

Outras situações comuns são problemas nos sistemas mecânicos do ar, que são caracterizados pela produção de barulhos estranhos.

Entre alguns dos equipamentos que podem estar comprometidos nesse tipo de situação estão as válvulas, o condensador ou mesmo o compressor. Esses casos também exigem que o sistema passe por uma revisão.

Por que optar pela Maquinária na hora de realizar a manutenção do equipamento?

Presente em cinco das mais importantes cidades catarinenses, somos uma das mais reconhecidas redes de reparação automotiva de todo o país!

Em nossa gama de serviços, oferecemos o diagnóstico completo para ar-condicionado automotivo, atendemos a todas as exigências de qualidade e prezamos pela máxima confiabilidade para a satisfação de nossos clientes.

Com respeito ao meio ambiente, utilizamos os equipamentos Bosch Brasil de ar-condicionado ACS 600 e ACS 650, cujo funcionamento é totalmente automático e dispensa o uso de válvulas manuais de bloqueio.

Caracterizados pelo máximo grau de automatização e facilidade de manuseio, esse tipo de diferencial garante muito mais precisão aos serviços e a certeza do melhor padrão de excelência nas manutenções.

Você ficou interessado em nossos serviços de diagnóstico e reparação para ar-condicionado automotivo? Quer saber mais sobre nossas opções? Então entre em contato conosco agora mesmo e solicite um orçamento!