Geometria veicular: entenda a importância e quando você deve fazer!

Oxi-sanitização: saiba o que é e quais são os benefícios desse processo!
Oxi-sanitização: saiba o que é e quais são os benefícios desse processo!
13 de dezembro de 2019
Solda ponto: saiba o que ela é e sua importância na recuperação de um veículo!
Solda ponto: saiba o que ela é e sua importância na recuperação de um veículo!
20 de janeiro de 2020

Quem preza pela direção defensiva e segura sabe da importância das manutenções e revisões periódicas do veículo. Ter cuidado para manter o automóvel sempre em dia é uma garantia de tranquilidade ao trafegar e ainda evita imprevistos e despesas desnecessárias!

A revisão do carro, como muitos já tem conhecimento, é feita geralmente a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros rodados – caso atinja-se essa marca antes dos 6 meses.

Porém, algumas vezes, certos procedimentos devem ser feitos fora do prazo da revisão. Isso vai depender da conservação de peças e mecanismos do veículo, que podem alterar devido a ocorrência de incidentes ou qualidade das estradas onde o automóvel costuma rodar.

A geometria veicular, um procedimento de manutenção para alinhamento da suspensão do veículo, é um dos casos de reparo que pode ser necessário fora da revisão veicular. Embora seja um serviço fundamental para a segurança e economia do automóvel, nem sempre os motoristas sabem o que é, sua importância e quando deve ser feito.

Neste conteúdo iremos falar sobre como essa manutenção funciona, porque e quando deve ser realizada e quais as vantagens de efetuá-la no seu veículo! Continue a leitura!

O que é Geometria Veicular?

Quando um carro sai da fábrica, ele está completamente alinhado. Mas o que isso quer dizer? O alinhamento é o desenho formado pela “ligação” das quatro rodas, que deve ser um retângulo perfeito. Cada modelo de automóvel possui medidas específicas de alinhamento para a suspensão.

É o alinhamento que permite estabilidade e controle ao dirigir! Ele é projetado para absorver impactos de maneira eficaz e é baseado nos ângulos câmber e caster.

  • Ângulo Câmber: é a inclinação da roda em relação ao plano horizontal do carro. Chamamos de positivo quando a parte superior da roda está inclinada para fora e de negativo quando está inclinada para dentro. De forma geral, o câmber controla o rolamento das rodas.
  • Ângulo Caster: é a relação angular entre o pino mestre e a linha vertical que passa pelo centro da roda do veículo. O Caster é o que vai fazer com que o automóvel ande em linha reta sem esforço do condutor, ou seja, é ele que proporciona estabilidade e firmeza.

Com o passar do tempo, o alinhamento do carro pode desregular. Isso é causado por diversos fatores: buracos na pista, batidas e até desgaste excessivo dos pneus. É aí que entra a geometria veicular!

Esse procedimento é simples e corrige tanto o desalinhamento da suspensão como a barra de direção do veículo. Assim, a estabilidade do carro fica preservada, garantindo segurança e economia.

O que causa desalinhamento?

O alinhamento já é afetado pelo simples uso diário. Isso acontece porque a suspensão é um sistema bastante flexível e perde sua fixação original com a rodagem, especialmente devido às imperfeições das pistas.

Esse desgaste é previsível e será analisado e corrigido durante as revisões periódicas.

Porém, alguns outros fatores como pancadas bruscas, buracos na pista, lombadas e acidentes podem afetar o alinhamento, e aí a geometria veicular deve ser realizada fora da época estipulada. Saiba abaixo em quais situações você deve procurar pelo serviço de geometria veicular!

Quando fazer a geometria veicular?

Primeiramente, você pode ficar de olho em alguns sinais que o carro dá que indicam que está na hora de realizar a geometria veicular. São eles:

  • Desgaste excessivo ou irregular dos pneus
  • Perda de desempenho do carro em altas velocidades
  • Sentir aquela “puxada” para o lado que o carro faz ou dificuldade de manter a trajetória
  • Pneu arrastando nas curvas ou não respondendo à manobras
  • Aumento do consumo de combustível
  • Vibrações incomuns
  • Direção pesada.

Se sentir ou perceber qualquer um dos itens citados acima ou notar alguma outra coisa estranha ao dirigir seu automóvel, está na hora de levar seu carro para um check-up. Além disso, os especialistas mecânicos recomendam a geometria veicular em outras situações. Confira:

  • Em todas as revisões periódicas do veículo de 6 meses ou 10 mil quilômetros
  • Em caso de acidentes, batidas ou colisões fortes
  • Se houver um impacto muito forte em buracos ou grandes desníveis na pista
  • Sempre que forem feitas substituições de elementos de direção ou modificações na suspensão do veículo
  • Após a troca dos pneus e aros.

Caso o dano causado por algum desses fatores for muito grande, é possível que algumas peças precisem ser substituídas.

Vale ressaltar que a geometria veicular é um procedimento de total responsabilidade do proprietário. Por isso, é essencial ficar atento aos sinais e conhecer as situações em que este procedimento é necessário!

Benefícios de realizar a geometria veicular

A geometria veicular é fundamental para garantir o desempenho adequado do veículo, gerando mais conforto, dirigibilidade e principalmente segurança.

O procedimento faz com que a suspensão do carro absorva devidamente os desníveis e elevações da pista e prolonga a vida útil dos pneus, evitando o desgaste prematuro ou desigual dos mesmos.

Além da segurança, os impactos são percebidos nos custos com o veículo. Com a geometria veicular correta o carro chega a economizar de 25% até 60% na vida útil dos pneus e até 10% no consumo de combustível.

Carros importados ou modificados

É importante lembrar que cada montadora já prevê uma margem de erro para a geometria. Porém, suspensões não-originais – rebaixadas, a ar e com molas tipo rosca – nunca atingem os parâmetros especificados.

Os carros que não são fabricados no país costumam ser os mais danificados pelas estradas brasileiras. Isso ocorre devido a alguns atributos que não consideram vias de má qualidade como as nossas.

Automóveis com pneus de perfil baixo não suportam tão bem os buracos e pedras. A mesma coisa com uma carroceria mais baixa, que pode enroscar com grande facilidade.

As importadoras costumam adotar medidas de prevenção para que a suspensão seja mais forte e não danifique tão facilmente e, por isso, mudam certos aspectos nos modelos vendidos no Brasil. De qualquer maneira, cuidado redobrado com estes automóveis!

Se você ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou tem interesse em solicitar um orçamento deste serviço, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!