Novo elétrico da Nissan pode trazer bateria de estado sólido ao mercado

As diferenças dos câmbios dos automóveis
19 de junho de 2022
Homem analisa carro para comprar
Dicas para vender o carro pela internet
22 de junho de 2022
Exibir tudo

O maior problema dos elétricos… é a eletricidade. Ou melhor, a forma de consegui-la. Baterias são grandes, pesadas, demoram para carregar e podem até ser perigosas. Mas o novo Nissan Leaf promete trazer uma revolução para esse impasse – com a bateria de estado sólido.

A Nissan registrou patentes para um carro conceito projetado para liderar a expansão de vendas da marca. O modelo seria uma nova versão do Leaf, carro que já trouxe várias revoluções para o mundo dos elétricos. 

O ponto em questão dessa vez é o calcanhar de Aquiles dos carros elétricos: a bateria. As patentes e o carro-conceito registrados pela Nissan sugerem que ele virá com baterias de estado sólido (SSB). Esse tipo de bateria tem maior autonomia, recarga rápida e descarte e reaproveitamento mais práticos e mais seguros. Muitos encaram as SSBs como indispensável para a popularização dos carros elétricos.

As SSBs aproveitam até 95% do volume no compartimento, ocupando volumes menores do que as baterias atuais, e podem ser carregadas em tempo de cair o queixo: estima-se que uma carga de 15 minutos pode carregar até 80% da bateria. Aliando essa teoria com a da autonomia, que é estimada em torno de 1.000 quilômetros para os carros convencionais que usarem as SSBs – temos uma autonomia de 800km em uma carga de 15 minutos. Isso praticamente remove os limitadores que tornavam os carros elétricos menos capacitados para longas viagens, já que além da autonomia, em um café de 15 minutos seu carro estará pronto para rodar por mais um dia inteiro.

Como não utilizam solução eletrolítica (que é tóxica), as SSBs também não estão sujeitas a estufar, e portanto, são muito mais seguras. A durabilidade também é maior, estimada em 15 anos. O descarte também é muito mais simples, já que essas baterias são secas.

Será esse o passo que falta para a popularização dos elétricos? 

Para mais conteúdo, visite nosso blog.

Baseado em artigo do Quatro Rodas.